11 janeiro, 2017

Dri

Fomos ao Xinguilingue, ela queria ver se o celular tinha conserto:
- Oi, eu queria ver se dá para consertar esse celular.
...
- Não, esse tipo de conserto eu não faço não. Mas tem um cara aqui no andar de baixo que faz.
- Ah é? Ele conserta então? Qual o stand?
- Aqui embaixo, acho que é o 23. E o sírio. Vê lá se ele conserta.
Descemos.
- Oi, tudo bem? Você é o Ciro né? 
O moço ficou meio sem entender...falou algo num português com sotaque mas pegou o celular para dar uma olhada.
Eu disfarçadamente falo bem baixinho para ela:
- Dri, acho que o nome dele não é Ciro. Ele é sírio, entendeu? Veio da Síria.
- Ah tá!...

- Hoje eu tive um sonho bom!
Eu brincando comecei a cantar:
- Hoje eu tive um sonho e foi o mais bonito, que sonhei em toda a minha vida.
- Não, foi um sonho bom. Mas tem uma música que fala isso não é? Hoje eu tive um sonho bom e acordei sorrindo?
- Não Dri, é "hoje eu tive sonho ruim e acordei chorando".
- Ah tá!...

09 janeiro, 2017

Canta, toca, escreve e atua

A moça é multiartista mesmo.
Minha querida Bruna Caram estreia hoje como atriz na minissérie Dois Irmãos da Globo.

Ela participará da segunda parte da saga e tô doidinha para ver.
Só acho que não vou conseguir acompanhar certinho, do inicio ao fim.
Sono, preguiça, outras coisas para fazer.
Mas tô com uma vontadezinha de ler o livro. Quem sabe.

 

Desafio

Primeiro foi "fazer o bem sem olhar a quem" agora acho que devemos partir para "fazer o bem sem contar pra ninguém".
Ando meio cansadinha dessa onda de "sou honesto, caridoso e me acham um ser de outro planeta."
Não, meu amigo, você não é. Se fosse não estaria aqui. Conclusão bobinha mas necessária.
Como diria minha mãe: você não faz mais do que sua obrigação. Ou o mínimo que o bom senso manda.
E cá pra nós fazemos ainda muito pouco. 

05 janeiro, 2017

.

Meu amigo afirmava que toda a mulher é louca por sapatos e os têm aos montes.
Eu argumentei que não, eu mesma não sou fissurada por sapatos.
- Ah não? E quantos pares você tem?
- Contando todos, todos (fiz uma contagem rápida mentalmente) tenho uns...30...(disse até meio baixinho, já imaginando que ele fosse vibrar dizendo: tá vendo? não falei??! )
Mas ele respondeu: é, não tem muito mesmo não.
Eu que no final das contas tinha achado que tinha mesmo me surpreendi com a resposta dele.
Eita, então as mulheres costumam ter muito mais que isso??

Fiz a contagem agora no final do ano e tenho 24 pares. Contando botas de inverno, rasteirinhas, sapatilhas...Só ficou de fora dessa contagem os dois pares de chinelos Havaianas.
Gostei! Fiquei feliz por estar abaixo da média.
E olha que se tem uma coisa que eu faço é andar a pé. Indo para o trabalho, aos finais de semana, sempre tem trechos que faço de "P2" como dizemos aqui em São Paulo.
Então se tem uma coisa que eu gasto é sola de sapato.

02 janeiro, 2017

.

Não sei se isso tem em todas as drogarias Raia e já é coisa de anos atrás, mas na unidade que fica na av.Paulista tem um local onde você pode descartar as embalagens e os conteúdos de remédios vencidos.
=)

Coisas legais acontecem!

Pois é 2016 foi um ano difícil. Só pelo o fato do Roberto Carlos ter voltado a falar a palavra inferno mostra que não foi bolinha. =)
E que bom que chegou ao fim. Espero de verdade que a gente não se esqueça de todas as lições que ele nos trouxe porque sabemos que toda e qualquer adversidade nos traz muito aprendizado.
Vamos ser espertos e aprender direitinho para não cair mais nessa ou lidar melhor se ela aparecer de novo.
Mas para não ficar no mimimi repeteco de falar que 2016 não foi legal vai aí coisas legais que vi e percebi nesse ano golpeado:
- na estação Sé do Metrô tem uma maquininha que você digita seu CPF e deposita latinhas de refrigerante para serem recicladas em troca você ganha desconto no valor da sua conta de Luz.
- o feminismo tá aí representado e revigorado por meninas jovens e antenadas. Tá sendo falado, discutido e principalmente entendido. E junto com ele a sororidade dando novos ares e diretrizes para todo esse movimento. 
- na entrada da Livraria Cultura do Conj.Nacional foi colocado um potinho de água para os cachorros que acompanham seus donos no passeio. Ah! E tem um dia no ano que os funcionários da Livraria podem levar seus cachorros para passarem o dia com eles no trabalho.
- na estação Consolação do Metrô tem uma maquininha para você triturar cartões magnéticos inválidos e o material colhido também é reciclado.
- ah! a Liv.Cultura também substituiu a sacolinha de plástico por saquinhos fofos de papel. Tipo saquinho de pão sabe? Com trechos e desenhos de livros clássicos desenhados.
- na estação de trem de Santo André tem um display da prefeitura com camisinhas disponíveis para quem quiser pegar. E do lado foi montada uma pequena estante com caixotes de feira onde qualquer um pode pegar ou deixar livros e revistas.
- e na estação Capuava foi montada uma também!
- lanchonetes e restaurantes vegetarianos ou veganos já não são de um número ínfimo. E mesmo nos restaurantes tradicionais opções vegetarianas no cardápio são praticamente de praxe (não sou vegetariana mas acho muito legal ver essa opção ganhando força). 

Quanta coisa bacana. Pequenas atitudes colocadas em prática e que funcionam com a participação de todos. Acho isso muito legal. Colocar todos em um todo para melhorar as coisas por aqui.

08 dezembro, 2016

Post atrasado #3 - A visita do meu pai

Um pouco antes do aniversário da minha irmã tive uma GRANDE surpresa: meu pai iria vir para a festa de aniversário dela.
Colocando num pacote: a distância, a vinda dele de avião (algo que ele falava que nunca faria), o tempo que ele não vinha para cá é surpresa para mais de metro.
Meu irmão contou que chegou em casa e disse:
- Pai, em agosto vai ser aniversário de Lê, já comprei as passagens de avião, o senhor vai comigo tá?
Ele respondeu:
- Tá bom. Eu bem que sonhei mesmo esses dias que estava em São Paulo, andando por lá. 
E olha, se teve uma coisa que ele fez foi andar viu? Mesmo com todas as dores (coluna) o homem andou!
Quando eles chegaram, eu estava com o almoço pronto e pensando: bom, eles vão chegar, vão almoçar e acho que papai vai querer tomar um banho e descansar um pouco.
Há! Inocente eu. Duas horas da tarde e eles queriam ir lá pro Estádio do Palmeiras! Só não fomos porque não estava aberto para visitas.
Mas mesmo assim fomos andar no centro de Santo André!
E depois do aniversário fomos dois dias seguidos para São Paulo e andamos pela Sé, República, Mercadão, Mosteiro de São Bento, Viaduto do Chá, Brás...
Ele realmente cumpriu o sonhado!

E no dia da festa minha irmã quase teve um treco quando ele chegou! Ela nem imaginava! Aliás foi uma surpresa para todos!
Foi tudo muito bom. Já estávamos bem empolgados em comemorar o aniversário da Arleide  e com a vinda deles fechou com chave de ouro.
Só foi uma pena ter faltado minha mãe e a Alda para estarmos com a família completa. =]
Mas quem sabe um dia dá certo.



* Vocês acreditam que essa camisa verde do meu pai, ele usou pela primeira vez na formatura da Arleide do Terceiro Ano do Colégio? 
* Coisa boa foi ouvir meu pai assoviando pela casa. Ele assovia lindamente.


28 novembro, 2016

Basta lembrar

Se estás na fé cristã e esperas tão somente: 
caminhos sem problemas,
paz sem obrigações,
dias de céu sempre azul,
vantagens sem trabalho,
conquistas sem suor,
direitos sem deveres,
apoio sem serviço,
e vida sem provações, lembra-te de Jesus.
Emmanuel


23 novembro, 2016

Post atrasado #2 - Bienal do Livro

O Felipe que me fez o convite, tia vamos na Bienal do Livro? 
Topei, vamos!
Nossa, a primeira e última vez que eu tinha ido a Bienal acho que eu tinha uns 13, 14 anos.
Foi uma excursão da escola.E nós amávamos excursões! Não importava para onde fosse porque o nosso foco era na bagunça, na diversão.
Lembro que nesse dia, quase chegando no local o ônibus quebrou. O motorista fez que fez pra pegar de novo e nada. E a gente implorando para o prof.Alcebíades deixar a gente empurrar. Ele relutou mas uma hora cedeu. Eeeeeeee! Corremos todos para a traseira e começamos a empurrá-lo na maior alegria, na maior farra.
Mas não adiantou. Está perto, disse o professor, vamos caminhando.
Claaaaro que a gente ia a pé, não tinha problema algum! E ainda fomos cantando a musiquinha: pra Bienal, a pé! Pra Bienal, a pé!
=)
Bom, mas voltando. Chegou o dia e lá fomos nós, Felipe, Carol, duas primas dela (mãe e filha), uma amiga e eu.
Estávamos bem empolgados mas lá dentro não foi tanta empolgação assim, os preços não estavam tão atrativos. Tinha alguns stands com livros com valores módicos como R$10,00, R$15,00 mas era uma verdadeira caça ao tesouro. 
Mas foi em um desses que encontrei o livro do Gil que adorei! =)

Me lembro que lá a Caren, prima da Carol, fez o comentário: as pessoas falam que brasileiro não lê, mas olha isso, tá cheio. E são vários dias de feira.
Concordei, mas depois fiquei pensando, talvez pelo tamanho da população do nosso país o índice de leitura seja realmente baixo. Territorialmente somos enorme, mas muitos ainda, infelizmente não sabem ler ou não tem acesso aos livros.
Também pensei que ao meu redor tenho poucas pessoas que são leitores ávidos.A maioria da família mais próxima não é lá muito fã. Amigos idem. São poucos que eu troco impressões sobre livros.
Então realmente somos um país que engatinha nesse hábito. 
Mas vamos torcer para que isso vá mudando. Podemos apostar que muita coisa vai mudar junto. 

A galera

Carol e eu.

As meninas e o menino tirando catota do nariz. =)

29 outubro, 2016

Post atrasado #1 - Tag 10 coisas sobre você

Respondendo a TAG que a Carol me marcou há quase dois meses! (que vida doida é essa minha gente?) 

As regras são:
Agradeça o blogueiro que te indicou; 
Inclua nesse post um link de volta para o blog que te indicou; 
Nomeie 15 blogueiros que você gosta de acompanhar, ou que você siga regularmente; 
 Avise os blogueiros que foram indicados; 
Compartilhe 10 fatos sobre si mesmo

Valeu Carolzita! Sei que estou mais do que atrasada mas tá aí: 

1 - Sou movida a café, sol, leitura, música, chocolate, fotografia e água. Não necessariamente nessa ordem.  

2 - Não gosto de queijo, tapioca, açaí e bacalhau.
 
3 - De brincadeirinha sonho em morar em uma casa (tipo uma república) com algumas pessoas como: Maurício de Souza, Dominguinhos, a Ju (da faculdade),  o Dalai Lama, Ariano Suassuna,  Cora Coralina, o Rafael (que trabalhou comigo), Ricardo Darin (para eu suspirar por outros motivos e andar mais arrumadinha pela casa), a Paula (do Consolador), Denise Fraga, Marieta Severo e quem sabe o Bob Marley e o Haddad.  Imagina você chegar do trabalho e dar de cara com essa turma jantando numa mesa grande contando como foi o seu dia? 

4 -  Indo um pouco contra a maré das opiniões acho que vivemos em um mundo melhor. Se fôssemos mais ágeis em mundarmos a nós mesmos estaria bem melhor ainda.

5 - Não me peçam para falar coisas do tipo: " melhor livro, filme ou música". Não dá, não consigo definir. Até para fazer a lista Top 5 eu sofro.

6 -   Sou meio ecochata. Apago luzes acesas em cômodos desocupados na minha casa, nas casas alheias e no trabalho. 
Reciclo TODAS as folhas impressas só de um lado no escritório. Faço bloquinhos de rascunhos, distribuo para o pessoal mas eles não dão muita bola. Desligo o monitor quando vou almoçar ou entro em uma reunião. O meu e os alheios. Eu disse que sou ecochata.

7 - Faço surpresas.

8 - Danço sozinha em casa. 

9 - Sou feminista. 

10 - Guardo segredos como ninguém.

Marco minhas amigas Cris, Valéria e Edna para responder, se quiserem é claro. Mas cá pra nós, vai ser legal ver cada uma contando 10 coisas sobre si mesmas não vai?

P.S: Gente, não sei porque os itens 1 e 9 estão em vermelho. Tentei mil jeitos de colocá-los em cinza e quando eu posto, estão em vermelho de novo. Desisto.Vai assim mesmo.