04 abril, 2015

O 1º capote a gente não esquece

E hoje aconteceu o que eu tanto temia...levei um "capote" andando com o Zeca na rua.
Tinha um pedaço de plástico duro na calçada, ele pisou e o plástico puft escorregou pro meu lado, eu pisei e em 2 segundos, ploft, me estabaquei no chão.

No 1º segundo eu pensei: putz, vou soltar a coleira e vou perder ele, no 2º eu pensei: agora ele vai me arrastar (deitada!) pela calçada. Mas, Deus é Pai, e nada disso aconteceu.
Ele, claro, nem sequer percebeu que eu caí, enquanto eu tentava tirar as folhas e sujeiras da minha roupa ele me puxava querendo seguir o caminho.
Mas tirando um ralado no cotovelo, tá tudo bem.
Mas é óbvio que dei aquela olhada ao redor para ver se alguém tinha visto a cena e caso visse alguma risada sendo escondida com as mãos eu estava pronta para usar a célebre frase da infância:
- Nem doeu!

:-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi?